Transamérica Hits 91,1 FM
 

NOTÍCIAS
16/10/2017
Vigia e jardineiro da casa do Belo acusam o cantor de calote
Cantor já sofre processo por dívida de R$ 500 mil em aluguéis atrasados

Da Redação: Elaine Coutrin / faleconosco@radiotransamerica.com
Fotos: Divulgação/Reprodução


Após ser processado por dever R$ 500 mil em aluguéis atrasados, o cantor Belo é acusado por um vigia e um jardineiro por não pagar por serviços prestados na casa onde o cantor vive com a mulher, Gracyanne Barbosa, no Jardim Paulista em São Paulo, de acordo com o portal UOL.

Segundo o vigia, Manoel Apolinário, de 53 anos, a proprietária da casa se mudou para os EUA, mas sempre pagava em dia o valor dos serviços de vigilância. Depois que ela alugou a residência para o casal famoso que os problemas começaram a aparecer. “Ele veio morar aí e disse que iria colaborar com a gente. Passou o primeiro, o segundo mês e ele acertou com a gente, mas menos do que ela (a proprietária) pagava. A gente aceitou. Daí pra frente não pagou mais”. 

Já o jardineiro, José Carlos, de 50 anos, disse que fez em dois dias um trabalho na casa do pagodeiro, pelo qual cobrou R$ 400, mas o cantor não pagou o serviço. “Fiquei bastante chateado. Cobrei umas duas, três vezes. Não foi diretamente com ele. Cheguei lá, deixei o recibo e falei que passava mais tarde para pegar o cheque. Até hoje... Deixei para lá”, contou resignado.

Ao UOL, a assessoria do músico disse que o cantor não tem conhecimento das dívidas, pois pagamentos e contratações seriam responsabilidade de seu escritório.
 
 





Comentários

 
+ Notícias

 


Desenvolvido por Multdivision